Publicado em Revit

Duas famílias de cortinas simples com parâmetros de altura

Apesar da semana corrida não posso deixar o blog às moscas, duas famílias de cortinas simples, algo que vejo muitos importarem de outros softwares mas que são simples de modelar no Revit. Pretendo depois criar conjuntos mais completos com suportes e demais parâmetros.

A primeira com uma dobra mais suave e a segundo com dobra mais acentuada

https://drive.google.com/open?id=0B2v56Ec5d0z1QkhMOWtqNmhVYzg

https://drive.google.com/open?id=0B2v56Ec5d0z1LWJlcVpzUjJGSGs

Publicado em Revit

Um projeto de quando comecei a aprender o Revit e outro de quando ainda estou aprendendo o Revit

Esses tempos tenho postado atualizações de projetos antigo, e achei interessante compartilhar esse estudo que fiz algum tempo atrás enquanto aprendia o Revit e que refiz esses dias enquanto ainda aprendo o Revit.

Apesar de parecer apenas uma mudança no telhado aparente para platibanda, (e na péssima organização da folha) na verdade há grandes diferenças, principalmente na modelagem que agora é mais fiel a construção, uso do Dynamo para automatizar tarefas como a criação de pisos, criação de todas a famílias utilizadas, parâmetros compartilhados, coordenadas corretas. E apesar das melhorias, levou menos tempo que o original.

casa-pequena-antiga
Antigo
Casa pequena.jpg
Novo

Atualizando com o link para o PDF: Projeto novo

Publicado em Revit

No Revit com estilo de vista em sombreado, sem linhas e sombras projetadas e ambientes ativas junto com um plano de fundo gradiente deixam a fachada com cara de arte em vetor.

Publicado em Famílias para Revit, Portfólio, Revit

Modificando um projeto antigo e uma família de porta mão amiga

Modifiquei um projeto antigo inspirado por uma pequena cobertura que calculei esses dias, no meio criei uma família simples de porta de correr do tipo mão amiga que pode ser baixada por esse link: https://drive.google.com/open?id=0B2v56Ec5d0z1cGoyOS1qWDFMcjg como o próprio nome diz é uma família genérica que criei pra utilizar na parte de estudos.

Abaixo como ficou o projeto no Revit antes de exportar para renderizar:beauty

Publicado em Revit

Famílias de piso tátil de acordo com a NBR 9050

Duas famílias de piso tátil que criei com base na NBR 9050, a conhecida norma de acessibilidade. Ambas as famílias são no tamanho padrão de 250x250mm, mas podem ser alteradas que irão manter os tamanhos dos relevos e sua disposição. Outros parâmetros que podem ser editados são a espessura da placa, do relevo e seus materiais.

Criei de modo que em nível de detalhe baixo e médio não tenham a geometria dos relevos, sendo assim mais leves para se trabalhar. Abaixo os links para download:

Sinalização tátil

Sinalização tátil direcional

Como a família possui os elementos de relevo aninhados é possível trabalhar eles separados da placa também, apesar de que para ficar de acordo com a norma há a necessidade de editar seus diâmetros.

Untitled-2.jpg

Abaixo um exemplo de uso da família.

Untitled-1.jpg

Publicado em Revit

Cortar elementos 3D do AutoCAD em cortes no Revit

Talvez você use como referência para a modelagem, ou como eu é pobre e não tem dinheiro para fazer o upgrade para a versão v10 do Eberick e exportar em IFC, a possibilidade de cortar elementos 3D do AutoCAD pode ser bastante útil, mas é algo que por padrão não ocorre e exige um certo contorno.

Por exemplo exportei o 3D de um projeto estrutural em DXF e importei no Revit.

image

Passei um corte pela parte direita do edifício onde não existem escadas mas mesmo assim podemos ver as escadas abaixo, isso ocorre pois quando importamos esse elemento para o Revit ele sempre irá mostrar todo o elemento não importa onde esteja o corte.

image

Para que o Revit corte esse elemento precisamos criar uma Massa no local e importar o elemento dentro dela, para isso vamos na aba Massa e terreno e em Massa no local.

image

Aparecerão algumas mensagens e avisos, sobre a visibilidade da massa e para nomearmos a mesma, feito isto basta ir na aba Inserir e na ferramenta Importar CAD, talvez necessite corrigir a posição do mesmo mas feito concluímos a edição da massa e observe que agora o corte corta o elemento importado.image

Referência: https://knowledge.autodesk.com/support/revit-products/troubleshooting/caas/sfdcarticles/sfdcarticles/3D-DWG-or-SAT-is-not-being-cut-in-section-or-elevation-in-Revit.html

Publicado em Revit

Sobre detalhamentos

O detalhamento é parte importante de qualquer projeto, é nele que incluímos os detalhe essenciais a construção e aos profissionais envolvidos e no Revit não é diferente, outro destaque do detalhamento no Revit é que muitos detalhes que não colocamos na modelagem é feito nele, isso é muito importante pois não devemos exagerar na modelagem. No caso da imagem em destaque o detalhamento foi feito sobre a família, na própria fachada toda a vegetação foi feita com componentes de detalhe.

Outro exemplo, na imagem abaixo os tijolos, vigotas e lajotas todos são componentes de detalhe, e componentes de detalhe repetitivo, a quem quiser já postei aqui Famílias de itens de detalhe.

Casa dois andares contemporânea2

Para finalizar encontrei duas ótimas palestras da Autodesk University sobre o tema e gostaria de compartilhar:

AB1419: Attention to Detail: Creating Construction Details in Revit Architecture

AR20738: Modeling to Construction Documents: Creating Construction Details in Revit

Nos projetos de exemplo do Revit também vem alguns detalhes que podem ser estudados.

Publicado em Revit

Painel perfurado, aninhando vazios, overmodeling e material perfurado.

O ano começa devagar então resolvi testar algumas particularidades na criação de famílias, neste caso criei o painel perfurado de hexagonais abaixo, e irei comentar sobre a criação do mesmo, como aninhar vazios, e também o problema da modelagem em excesso.

Teste painel perfurado

Na imagem abaixo podemos ver alguns parâmetros do painel perfurado. Depois de um tempo já estava me perdendo entre tantos e tive que refazer a maioria.

image

Apesar do painel parecer um elemento único ele é composto de diversos elementos, todos criados a partir de extrusões e depois unidas suas geometrias. O raio de dobra da chapa foi feito com um parâmetro com base na espessura da chapa.

imageimage

Na imagem existem duas famílias, o suporte e o painel perfurado, sendo o último composto por duas famílias, a geometria base e os vazios que cortam a chapa, como eu queria ter maior controle sobre os vazios resolvi criar uma família específica para os mesmos e no Revit o único modo possível para carregar uma família composta de vazios/voids para cortar outra é utilizando uma família do tipo Modelo genérico com base em face, então basicamente criei uma forma de vazio de um polígono e depois uma matriz/array do mesmo, defini parâmetros para distância e quantidade de elementos e carreguei na família do painel, agora posso criar outra matriz/array mas dessa vez vertical e assim poder definir as quantidades horizontais e verticais dos elementos.

imageimage

No caso dos parâmetros isso levou a um problema, as formas de vazio tem obrigatoriamente de cortar o elemento ou ocorrerá um erro, então os parâmetros tem de ser pensados para não permitir que o array ultrapasse a área do elemento onde foi colocado. Mas um dos principais problemas pode ser o excesso de modelagem (overmodeling), uma família deste tipo pode ser bastante pesada, principalmente se trabalharmos com projetos de grandes dimensões que exigiriam diversos elementos deste, como os hexágonos são relativamente grandes e o objetivo foi mais testar algumas técnicas acho que foi até válido o nível de modelagem.

Mas sempre pode ser melhorado, por exemplo poderia retirar os furos da base e desenhar os mesmos com linhas de detalhe, apagar os vazios e utilizar um material de metal perfurado, que é o que farei agora. Então primeiramente deletei todos os vazios, na imagem podemos ver a geometria onde foram colocados

image

Agora vou definir apenas para esse elemento um parâmetro de material diferente dos outros, e criar o material de metal perfurado. Utilizei como material para os elementos o Cobre da biblioteca do Revit, então dupliquei o mesmo, dupliquei sua aparência e logo na edição do material encontramos a opção Recortes que já traz diversos tipos de recortes como padrão. Se fôssemos criar do zero com um material do tipo genérico poderíamos utilizar uma imagem Alpha para o recorte, essa imagem é basicamente uma imagem em preto e branco onde o preto será transparente enquanto o branco aparecerá.

image

E na aba Gráficos carreguei uma hachura de furos, ao final o painel ficou deste modo:

imageimage

Bem mais leve para se trabalhar e evitando diversos problemas.

image1

Publicado em Revit

Sobre a família de lustre

Depois de ter modelado o lustre que postei no post anterior resolvi comentar sobre sua modelagem, é um ótimo exercício para quem deseja estudar modelagem de famílias.

O lustre é feito com diversas famílias, apesar de poder criar todas no mesmo arquivo trabalhar com elementos separados me permite um maior controle e se eu quiser mudar apenas uma isso facilita bastante. Abaixo podemos ver em cores diferentes como estão divididas essas famílias.

 

image

Para a modelagem usei como base uma imagem de fundo e a redimensionei para o tamanho correto, técnica bastante conhecida de quem modela em outros softwares como o 3ds Max.

image

A primeira vista os “braços” podem parecer bastante complexos de se modelar mas são apenas varreduras com um perfil tubular achatado, as lâmpadas e seus detalhes são feitos com a ferramenta revolver. Abaixo podemos ver bem o caminho das varreduras e os croquis das formas utilizadas, depois selecionei os elementos e apliquei um array/matriz radial.

image

Como eu criei com base em um modelo comercial não vi necessidade de parametrizar as formas mas criei um parâmetro na corrente de modo que eu pudesse controlar a altura dela.

Primeiro criei os dois primeiros elos, copiei e apliquei uma matriz. Para evitar erros com a matriz que não pode ser menor do que 2, eu criei outro parâmetro q que usei como base para a quantidade de elos duplos, desse modo quando q for 1, o array se manterá como 2 mas vai ocultar os elementos e mostrar apenas os elos fora da matriz. Para isso usei fórmulas condicionais nos parâmetros da matriz e de visibilidade.

Por exemplo o parâmetro de visibilidade Único que controla a visibilidade dos dois elos fora da matriz para quando tiver apenas 1 em q será if(q = 1, 2 > 1 , 1 > 2), essa fórmula pode ser lida como SE q for igual a 1, ENTÃO 2 é maior que 1 o que é verdadeiro então o elemento aparece, SENÃO 1 é maior que 2 o que é falso então o elemento não aparece.

image

Outro parâmetro eu defini na família final definindo distância topo da família até o topo do lustre, essa distância é dada pela multiplicação da quantidade de elos duplos da corrente pela altura desses elos, e depois somada uma pequena distância referente a peça do topo.

image

Como é uma família genérica fica fácil colocar ela dentro de uma família com base em face por exemplo e facilitar mais ainda sua colocação.